30 de janeiro de 2016

A Câmara Municipal da Amadora recusou ao Teatro Maria Matos a utilização das instalações da Escola Básica da Cova da Moura, para que Faustin Linyekula iniciasse a sua residência artística em Lisboa com uma actuação no nosso bairro.
Como recusar o acesso a um edifício público, localizado no coração do bairro, construído e mantido com dinheiro dos contribuintes? Trata-se, além do mais, de uma escola onde, numa Festa do Kola San Jon, os alunos festejaram a possibilidade de ali ver acolhidos e valorizados os saberes dos seus pais.
A apresentação do solo ‘Le Cargo’ na Cova da Moura teve lugar no dia 24 de janeiro de 2016 pelas 16 horas, nas instalações do polidesportivo.